Recent Visitors

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

domingo, 16 de março de 2008

Casamento Arabe!!!!


Neste artigo você descobrirá algumas curiosidades dos Casamentos Árabes e seus costumes.
O Casamento Árabe envolve vários rituais. Todos sabemos que esse casamento é acordado entre as famílias da noiva(aroussa em árabe)e do noivo. Esse costume é milenar e às vezes os noivos são crianças quando os mesmos são prometidos um ao outro.
Dias antes do mesmo, inicia-se a preparação, na qual o destaque cultural é o cortejo do noivo. Seguindo as tradições, os familiares e amigos do mesmo reunem-se para realizar e compartilhar os rituais típicos tais como fazer sua barba, lavar seus pés e passar esmalte em suas unhas pra homenageá-lo. Após o cortejo, os presentes são convidados a dançar o dabke libanês ao som do tabel (instrumento típico de percussão árabe). Em seguida todos partem rumo a casa da noiva, para então, o casal dirigir-se a igreja.
Enquanto os noivos sacramentam sua união, a casa dos noivos está sendo tomada pela alegria dos vários preparativos, ao som da percussão árabe. Toda a aldeia compartilha e celebra tal momento com muitas danças, músicas, comidas e bebidas típicas.
Os familiares recebem o casal embaixo das espadas simbolizando a vitória e tocando o ritmo Zaff que é específico para o casamento árabe. A noiva coloca uma massa no portal da casa com o objetivo de obter a felicidade conjugal e pisa em cima do carneiro antes de entrar na casa a fim de trazer prosperidade.
Essas são algumas das tradições festivas de um casamento árabe: A sogra acolhe a noiva com incenso árabe; Os noivos molham os dedos num prato de henna; A sogra coloca jóias na nora; Os familiares oferecem o famoso café árabe; bailarinas convidadas dançam na festa; o enxoval da noiva é trazido pelos seus familiares para a casa do noivo; as crianças recolhem as moedas jogadas aos noivos; os familiares e amigos recitam algumas mensagens alegres em homenagem aos noivos.
Agradeço especialmente a Tuffic Nabak pelas preciosas informações!

Por Carlla Sillveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário