Recent Visitors

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Curiosidades!


O trabalho de véus numa dança representa a extensão do coração da bailarina, envolve magia, sedução e misticismo.


Não se toca snujs no:- Floreio de um violino; - no som do alaúde; - no serpentear da flauta.


A espada e o punhal na dança do ventre, representam a luta do povo árabe por sua Terra.


O bindi é usado na cultura hindu, tem conotação religiosa e identifica o estado civil da mulher que o usa. Por isso não é correto usar para fazer a dança do ventre, para isso existem inúmeros adornos de cabeças, pingente, etc.


Dabka, significa bater o pé no chão. Dança folclórica realizada na época dos fenícios, que para confeccionar telhas , batiam os pés na argila para amassá-la acompanhados de tambores (derbake), pode-se dizer que seus telhados eram construídos com muito ritmo. Hoje em dia é dançada em festas de casamentos, aniversários, batizados , etc... Não necessita de movimentos com os braços, exigindo muito das pernas e dos pés, que marcam os ritmos no chão com as batidas dos pés.


Nos países árabes é costume em cerimônias de casamentos , os noivos colocarem as mãos no ventre da dançarina, pedindo assim a fertilidade para si, é um ritual sagrado e o ventre da dançarina é o representante desse valor: A FERTILIDADE.


(lì,lí,lí,lí,lí...) é uma exaltação das aldeias e povos beduínos que vivem no deserto para expressar alegria seja para uma festa familiar ou em festas populares, ou até mesmo para aclamar uma dançarina.

A divisão de classes feita no Egito Faraônico para as dançarinas se resumia em:

a) Awalim – aquelas que dançavam só para a Elite

b) Ghawazee – aquelas que dançavam nas ruas (dançarinas do povo) e até mesmo em prostíbulos.


BALADI – Significa MINHA TERRA, MEU PAÍS, sendo também o nome de um ritmo muito usado em músicas árabes.

A dança do ventre chegou à América, após a 2ª guerra mundial, mas especificamente na América do Norte com a divulgação do filme "As mil e uma noites", lançado em Hollywood.
A Deusa Bast, considerada a protetora das dançarinas é aquela que possui cara de gato, e a pedra desta Deusa é o azul turquesa, que traz sucesso, proteção e boa dança.
A dança com snujs eram oferecidos à Deusa Bast, para que a mesma afastasse os maus espíritos e abrisse caminhos.


ODALISCA – Oda (sala, fazer sala) e significa literalmente "Mulher de sala" . Eram mulheres belíssimas preparadas para se tornarem concubinas, onde aprendiam a dançar, recitar, tocar instrumentos musicais e controlar artes eróticas.
O universo comporta todas as estrelas que brilham nos céus... Cada pessoa aqui na Terra tem seu brilho e sua luz, vamos fazer como as estrelas, vamos todas brilhar e fazer da terra um chão de estrelas. Não tente apagar ou ofuscar outra dançarina achando que você é melhor que ela, pois cada uma tem seu próprio estilo e carisma. E no céu cabem muitas estrelas, inclusive a sua também.


As primeiras aulas de Dança do Ventre parecem ser a pior coisa do mundo, pois não o são. Ao contrário, é a melhor parte, é onde você é apresentada ao seu corpo físico, o qual você convive há muito tempo e parece que nunca o conheceu... É a hora de se conhecer, dar-se um tempo, se amar e curtir cada movimento trabalhado em aula como se fosse um novo amigo sendo apresentado para você... Vamos lá ... conheça um pouco mais sobre você e de tudo que és capaz de fazer por ti mesmo. Pois a instrutora de dança é só um pequeno elo que te conecta nessa maravilhosa viagem ao seu eu interior.
A boa profissional é aquela que mesmo que sendo exaltada e aclamada por seu público, mantém a humildade acima de tudo.


Dança do Ventre (português)Raks el sharq (Egito) Chiftitelli (Grécia) Rakkase (Turquia) Belly Dance (América do Norte) Danse du Ventre (Francês)
O Ventre desnudo e os pés descalços são para que a dançarina possa captar energias emanadas da Mãe Terra, através das plantas dos pés.

MITOS
Dança do Ventre na Gravidez? Por que não?É obvio que nos 3 primeiros meses é um período delicado onde feto e progenitora estão se moldando para a mudança de ambos, é necessário um certo cuidado, após isso se você não tem nenhum problema , contando que tenhas a liberação do seu médico para fazer as aulas, é só não exagerar, evitando movimentos bruscos demais e ondulações exageradas.

O Mito da Barriga na Dança do Ventre

Nos dias de hoje, infelizmente, ainda se ouve falar que a dança do ventre cria barriga, ou seja, o ato de dançar provocaria um aumento de células adiposas (células que acumulam grande quantidade de gordura)...

Existe um mito que diz que devemos presentear a dançarina com dinheiro para mostrar o quanto apreciamos sua dança, mas não existe nada registrado sobre colocar dinheiro na roupa dela, portanto não fique constrangida, chegue perto da pessoa que oferece o dinheiro, estenda sua mão, agradeça e continue dançando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário