Recent Visitors

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

sexta-feira, 8 de abril de 2011

A História de Perseu e a Medusa!!

Você deve estar se perguntando, o que a história de Perseu e a Medusa da Mitologia grega tem haver com dança do ventre? Explico, por acaso vocês já tiveram a oportunidade de assistir "Tarot Fantasy Bellydance"?  
O Tarô - Dança do Ventre é uma coleção de 20 espetáculos de dança explorando o simbolismo e idéias arquetípicas associadas com as cartas do baralho de tarô.
Uma série de cartas de Tarot são retratados através de histórias ou imagens mitológicas: Em "O Mágico" escapa do herói sombra e assume: "A Imperatriz" é a história da deusa Parvati, "O Hierofante" é um ritual da revelação e adoração da deusa Isis, "Os Amantes", repetiu o enredo de Wagner "Vénus e Tannhauser", "A Roda da Fortuna" faz duas rodadas através das histórias de Cleópatra e Medusa, enquanto o "Juízo", lembra o motivo medieval das Danças da Morte .
Este dvd é muito interessante, pois as apresentações são teatrais e tem um enredo incrível!!!
Bom, fiquei curiosa quanto a história da Medusa e que no espetáculo faz uma dança que me parece uma fusão de vai da dança do ventre tradicional ao tribal, muito bacana.
Então, você conhece a história da Medusa? Se não conhece vou postar a história aqui para que você possa conhecer!! Leia pois é muito curiosa!!

Diani M. Bianchi.

Arciso, um rico e potente rei da cidade grega de Argo, depois de uma noite de sono agitada, sonhou seria assassinato por um futuro neto e certo que o sonho era uma premonição, enviou a sua belíssima filha Danae a uma torre feita toda de bronze, onde nenhum homem poderia chegar a fim de evitar que sua filha se casasse e desse a luz ao seu assassino.
Triste, solitária em meio as suas lágrimas, Danae vivia na torre até que Zeus, Deus do Olimpo resolve diminuir o sofrimento da bela princesa. Danae que estava em uma das janelas da Torre, fechou os olhos e quando voltou a abri-los ficou estarrecida ante o que viu: Uma chuva de pingos dourados, brilhantes como o sol entrava através da pequena janela e tomava a forma de um homem. Era uma figura majestosa e carregava em sua mão um raio. Dânae percebeu que quem estava à sua frente não podia ser um homem, mas um deus. O ser aproximou-se dela e disse: " Não temas, bela donzela. Sou um deus poderoso e vi o que seu pai fez a ti. Seu sofrimento e resignação me fizeram querer fazer de ti minha esposa". Dito isso, transformou a prisão horrível em um lugar maravilhoso, ensolarado e cheio de flores. A beleza era tanta que fez a torre assemelhar-se aos Campos Elísios. Nove meses depois, para surpresa de Arciso, Danae da a luz a um menino: Perseo.
Convencido que aquela criança nasceu para cumprir a premonição, Arciso colocou no mar denro de uma caixa de madeira, sua filha e o pequeno Perseo. Arciso acreditava que assim iria eliminar o perigo nao sabendo que o próprio Zeus em pessoa, o pai do pequeno Perseo, havia protegido a pequena caixa, fazendo com que navegasse docemente pelo mar e guiando-os saos e salvos ate a Ilha de Serifo.
Ditti,um Sábio da Ilha de Serifo, encontrou a caixa e quando abriu, descobriu maravilhado Danae e o pequeno Perseo. E foi sob a proteção de Ditti, que Danae enfim, reencontrou a paz.
Mas como sabemos, a vida è uma caixinha de surpresa hahahahha...
Então, apareceu Polidette, o Rei da Ilha para perturbar a paz de Danae. Polidette se apaixonou por Danae e queria de todo custo esposa-la. O tempo passava e Perseo foi crescendo e se tornando um homem belo, forte e corajoso.
Depois da enessima vez que Danae rejeitou o poderoso rei, ele perdeu a paciência e descontou toda a sua raiva e frustraçao sobre o pobre Perseo dizendo que Perseo deveria matar Medusa em agradecimento a hospitalidade dada a ele e a sua mãe.
Dentro de si, Polidette espera que Danae, para salvar o filho do risco que corria, se casaria com ele, mas isso nao aconteceu pois Perso sabendo que a ordem que havia recebido do Rei, significava uma condenação a morte e a aceitou, sem piscar os olhos.
Steno, Euriale e Medusa, eram filhos de uma divindade marinha e de um monstro oceanio, Forco e Ceto. Haviam maos de bronze, asas de ouro e viviam numa Ilha do extremo ocidente. Poseidone havia se apaionado pela belíssima Medusa, porem ele já era casado com uma outra mulher. Poseidone, combinou de encontrar sua amante Medusa no Templo da Deusa Atena, que era sua inimiga, estando certo que ali sua esposa não os encontraria.
Porém, Poisedone nao se deu conta que Atena havia descoberto sobre o seu encontro com Medusa e transformou o olhar da belíssima Medusa em um abraço de pedra. Todos que ousassem a olhar para medusa, eram transformados em pedras. E a pobre Medusa se transformou numa mulher feia com os cabelos feitos de serpentes. Nessas condiçoes, Medusa foi obrigada a se esconder numa ilha no meio do oceano com suas irmãs e as serpentes.
Cada vez que algum barco se aproximava da perdida ilha onde estava Medusa, os tripulantes se transformavam em estátuas de pedras. A Ilha era repleta de estátuas e Perseo seria transformado em mais uma bela estátua daquela grande coleção.
Convencido que a sorte estava com ele, Perseo estava medidando sobre o que poderia fazer e de repente aparece a Deusa Atena bem na sua frente. Atena, com a intenção de fechar sua conta de uma vez por todas com Medusa, ofereceu a Perseo as armas necessaria para combater Medusa, lhe dando então, uma espada muito afiada, sapatos alados e um capacete que lhe fazia ficar invisivel. Armado, Perseo partiu para sua missão.
Graças aos cavalos a lado, Perseo encontrou rapidamente a toca de Medusa e como usava o capacete invisível, nao foi visto pelas irmãs de Medusa, que estavam dormindo. Pelo reflexo do escudo começou a vasculhar, procurando sinal dos monstros, até que viu Medusa dormindo. Aproveitou e aproveitou essa oportunidade para realizar seu feito.
Aproximou-se de medusa e, tendo seus braços guiados pela deusa Atenas, cortou sua cabeça com a foice de Zeus no exato instante que esta abria os olhos. O grito que esta soltou combinado ao barulho de seu corpo caindo ao chão, acordou suas irmãs. Da cabeça cortada da Medusa saíram dois seres fantásticos: o cavalo alado Pégasos e o gigante Crisaor, ambos filhos de Poseidon. Perseu, porém, colocou sua cabeça na sacola mágica e alçou vôo para fugir da caverna, enquanto as irmãs da Medusa, agora despertas, tentavam ferir o herói. Perseu podia agora retornar ao seu lar, pois havia cumprido o que prometera!!

Olha, eu tirei esta história de um blog na internet se alguém tiver algo a corrigir ou a comentar será muito bem-vindo!!!  

Fonte de pesquisa texto sobre a história de Perseu e a Medusa:
 http://wwwmuciovicente.blogspot.com/2010/04/historia-de-perseu-e-medusa.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário