Recent Visitors

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

terça-feira, 3 de maio de 2011

O Quadril na dança do ventre e seu lado terapêutico!

A pelvis (quadril)

O quadril e em especial a pélvis é a base de todos os movimentos da dança do ventre e da dança árabe. Ela é que sustenta todo o seu corpo e pode ate se disser que ela é a base da sua vida. A sua pélvis deve estar livre de obrigações e repressões para poder movimentar se com liberdade e harmonias com o resto do seu corpo, também deve quando você está praticando a dança do ventre permanecer relaxada para ter a capacidade de deslocar se em todas as direções de girar e de pendular arredor do centro de gravidade do seu corpo.
Quando você obriga a sua pélvis a se manter rígida e estica, impedindo sua natural mobilidade, você está restringindo a sua mobilidade e, portanto a sua potencialidade e capacidade de sentir. Através da tua forma de caminhar você representa todos os preconceitos da sociedade, da tua família, preconceitos que se tem instalado em você na forma de bloqueios emocionais. Você poderá detectar estes bloqueios com pequenas zonas ou pontos endurecidos e dolorosos
Os movimentos da dança do ventre, da dança árabe e da dança oriental podem lhe ajudar a tomar consciência destas tensões corporais e procurar começar a fazer alguma coisa para melhorar. Esta melhora se dá inicialmente a nível físico, e depôs , quando mais liberada deles, você poderá tentar dissolvê-los em um nível psicológico.
O fato de tomar consciência destes bloqueios já é um passo importante!!!!
Na dança do ventre, na dança oriental e na dança árabe, o som do tambor (derbake ) pode ser considerado o condutor do movimento do quadril.

Vejamos alguns destes movimentos da sua pélvis:

Shimmy:
Shimmy é uma palavra que significa vibração. Quando o tambor soa com um ritmo penetrante e acelerado, você sente como se o chão se movimentar por debaixo dos teus pés e esta energia subisse pelas tuas pernas. Você isola os músculos da cintura para abaixo e você deixa que somente o frenesi do som do tambor ative esta parte do corpo, enquanto que o resto permanece imóvel e relaxado.

Círculo:
O círculo pode-se considerar um ponto que cresceu.
Ao desenhar um circulo com a sua pélvis você está transformando a energia telúrica (material) em uma energia mais sutil. Quando você movimenta a sua pélvis em forma de círculo você se encontra mais segura, mais protegida e mais integrada.

Quando você se sentir triste, tensa, você notará que sua face está trancada, seus ombros pesam e seus dentes estão apertados. Detenham-se alguns instantes e vai para um lugar onde possa estar sozinha. Uma vez ali, encontre o seu centro e balance a pélvis desenhando um cíirculo, pouco tempo após ,você se sentirá mais alinhada , tal vez um sorriso vai se apresentar no seu rosto, a sua respiração encontra o seu próprio ritmo, os seus músculos faciais se relaxam e os seus ombros descansam.
O círculo é a figura mais complexa de todas. Quando você desenha o círculo com a sua pélvis toda a gama de contrações da sua vagina passa a serem exercitada. Este treinamento da pélvis, é importante para depois realizar outras combinações mais complexas

Pra você desenhar o círculo, coloque-se na posição básica que já conhece.

Círculo Solar:
Você poderá desenhar um circulo ainda maior com a tua pélvis. Desloque sua pélvis para adiante, o mais que você consiga, enquanto você mantém o teu tronco relaxado e deslocado um pouco para trás. Desloca o quadril para esquerda

Figura do 8: Representação do Infinito
Desenhe com o seu quadril a figura que representa o infinito e desfrute em experimentar aquilo que você sente, que poderá ser um entrar e sair do espaço-tempo . Deixe que as imagens fluam na sua mente enquanto revelam para você o passado , o presente e o futuro.
Para Pitágoras, o numero 8 representava a harmonia . E essa harmonia que você poderá sentir quando você descreve o 8 com sua pélvis.
Agora, estenda os seus braços em forma de cruz com as palmas das mãos viradas a direita para acima (céu ) e a esquerda para abaixo (terra) enquanto você desenha o 8 , simbolizando assim o finito e o infinito deste mundo.
Você agora tem se convertido num canal que está entre o céu e a terra
Para realizar o movimento do 8 você deve utilizar por completo o volume do seu quadril imprimindo um força controlada a musculatura do quadril.Você deve manter o corpo da cintura para abaixo o mais dissociado possível da parte de cima e o mais frontal possível. Na sua imaginação, você considera como que neste movimento , a sua presença, preencha todo o espaço a sua volta. Você se sente firmemente conectada ao chão (terra) através dos pés. Você sente seus pés como que enraizados nela. Visualize a figura do infinito (8) que é desenhada no chão.
Ao principio, este movimento poderá lhe parecer um pouco complicado de executar. Ele requer elasticidade do seu quadril, força nos abdominais , períneo e músculos lombares . Por isso é melhor que, inicialmente, você intente fazer este movimento na sua imaginação e depois, aos poucos, vai transportando-o para o seu corpo .
Quando você consiguir, você encontrará que este movimento é agradável e divertido Alem do que, vai se beneficiar com as suas saudáveis qualidades de aliviar as tensões acumuladas neta área do sacro .
Especialmente nos dias de menstruação. Quando o quadril e a pélvis se movimentam nesta amplo leque de movimentos, você estará estimulando todas as regiões que estão relacionadas com a os rins, os intestinos, a vesicular biliar e os pulmões.
Seu quadril é a fonte inesgotável de sensações de criatividade . Atreva-se a explorá-la extrair dela o aroma que destila a flor do Desejo.

Fonte de pesquisa: Odalisca Costumes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário