Recent Visitors

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

terça-feira, 3 de maio de 2011

O Ventre e sua face terapêutica.

“O ventre marca com suas ondulações a cadência feminina na dança e na vida”

Para muitas cultura o ventre feminino volumoso tem sido considerado o símbolo por excelência da feminilidade e da vida. Tem se comparado com a beleza da lua no céu e até se dizia que “uma mulher sem ventre é como uma noite sem estrelas”.
Nos dias de hoje um ventre feminino volumoso é motivo da maior vergonha . Nossa sociedade coloca como padrão de beleza feminina um ventre plano como um tábua, para a mulher moderna, não importam os sacrifícios físicos,nem financeiros, nem psicológicos que ela tenha que fazer para conseguir esconder a sua barriga,porque se não o consegue se pode ver afundada na mais profunda frustração. Nesta luta, para seguir os desígnios da moda, a mulher faz um dano não somente a sim mesma quanto a sua condição de mulher.
O ventre deve manter um tono muscular flexível que permita tanto a sua contração como o seu relaxamento. Um excesso de tensão ou de tonus muscular, assim como a flacidez poderá dificultar a obtenção do seu prazer sexual. Quando o abdômen está excessivamente contraído (como por excesso de exercícios abdominais , por exemplo).
A parte superior da pélvis é deslocada para trás impedido desta forma sua ampla capacidade de movimentos e concomitantemente uma contração nas costas. O fluir dos movimentos se torna se torna irregular e os ombros se sentem estressados e tensos,
Como exercício você poderá contrair o teu ventre prestando atenção as sensações internas que isto produz. Você poderá repetir este exercício até entrar num estado de transe que relaxará e sensibilizará o teu corpo inteiro.
Durante este exercício, você poderá desmascarando as tuas ansiedades sexuais, permitindo que você mesma encontre as soluções para que estas tensões não te roubem a sua felicidade.

Os passos a seguir no domínio do ventre são os dois seguintes passos:

Primeiro passo:

Exercício 1- Descubra a existência dos teus músculos abdominais.
O movimento de ondulação do ventre está controlado por dois músculos abdominais.
Os dois músculos abdominais importantes são o diafragma e os músculos pélvicos. Você deve manter uma boa comunicação com ambos grupos de músculos e para isso você terá que desenvolver seus sentidos para se comunicar com estes músculos com eficiência . Você deve conseguir que eles se sentam confortáveis quando você pede que se movimentem. Coloque uma música de ritmo suave e ondulante e tente realizar os seguintes exercícios .

Exercício 2- Ensinado ao seu abdômen a responder e aprendendo a se relaxar.
Este exercício, bastante simples, permitira que você tome consciência dois seus músculos. Fique de pé na postura adequada para dançar.Isto significa que os seus pés ficarão separados uma distância aproximadamente igual a largura dos seus ombros , os seus joelhos relaxados e sua caixa toráxica elevada . Você poderá se imaginar como se um fio estiver saindo do centro do seu peito e uma força invisível puxasse ele para cima , como querendo separa essa parte do resto do seu corpo.
Enquanto isso, você deixa as suas mãos num lugar onde possam se sentir relaxadas, no quadril, por exemplo. Então agora, você coloca a sua barriga para dentro tanto quanto seja possível . Você tem a sua barriga tão para dentro como você pode? Bem, agora, você tente colocá-la ainda um pouco mais para dentro, utilizando para isto inalações curtas e rápidas Agora, você agüenta tanto tempo como puder nesta postura de máxima contração . Quando você não possa agüentar mais, relaxe o seu estômago de forma tal que ele possa se projetar o mais para fora do seu corpo como possível. Para isto você coloca um pouco de força muscular.
Talvez, neste momento você perceba quanto de condicionamento social você tem que preconiza a idéia de um ventre plano. Você talvez poderá sentir um pouco de vergonha ao observar o seu ventre projetado exageradamente para fora .Não fique desanimada, tudo requer tempo e por enquanto desfrute do processo e não fique obsecada com a obtenção de resultados.

Exercício 3- Construindo uma relação de amizade com o seu diafragma.
Todos nós sabemos utilizar o diafragma de forma automática, já que cada respiração que fazemos está comandada pelo diafragma. Quando aprendemos a ondular o ventre fazemos do diafragma o nosso melhor amigo. Respire fundo e veja se consegue colocar a sua atenção neste músculo. O importante, neste exercício, é que você descubra onde está este músculo e como você pode exercer um controle sobre ele . Faça este exercício reiteradamente. Não esqueça de respirar com normalidade durante este exercício.

Exercício 4- Isolando a musculatura pélvica.
Contraia o seu diafragma enquanto você deixa a sua musculatura pélvica relaxada . Agora, inverta a tensão, relaxando o diafragma e contraindo a musculatura da pélvis . Se você tiver dificuldades com este último movimento, coloque a sua atenção na musculatura da vagina, sinta como você a contrai pouco a pouco ( como se você estiver tentando cortar a sua micção) e assim vai notar como a sua pélvis se eleva. Repita este exercício várias vêzes sem esquecer-se de respirar continuamente.

Exercício 5- Começar a ondular o seu ventre.
Os exercícios anteriores podem ter ajudado a localizar, conhecer e controlar os músculos adnominais. O intuito de este exercício é converter estes movimentos em um movimento de onda. O ondular do ventre seria uma conseqüência natural dos exercícios anteriores,por isso é importante que você consiga dominá-los com perfeição.
Contraia todos os músculos abdominais, pressione o diafragma e a continuação relaxe a sua pélvis e a seguir o diafragma. Então, volte a repetir a seqüência. Você se concentrará somente no seu ventre, e irá observá-lo como ele se movimenta com graça. Imagine que ondas do mar invadem o seu corpo. Escute a música lenta e sinuosa e deixe-se levar por ela.

Fonte de pesquisa: Odalisca Costumes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário